A história do Parque del Sol

Há 19 anos, quando o sonho da casa própria não vislumbrava, como hoje, a necessidade de convivência com espaços verdes, nem o mercado se valia tanto deste item, a Porto Freire lançou um empreendimento que tinha como principal atrativo as imensas áreas arborizadas, cortadas por um pequeno riacho: o Parque del Sol, cuja proposta mostrava ser possível ter qualidade de vida, conviver com a natureza, sem precisar deixar a cidade grande. A área explorada era a região leste de Fortaleza, local que, como vemos hoje, virou o alvo predileto do mercado imobiliário.

Esse atrativo, que a Porto Freire enxergou de forma pioneira, foi decisivo para o sucesso do Parque del Sol tanto àquela época, como nos dias atuais.

Iniciamos com edificações de pequeno porte e, com o aumento da procura por aquele espaço e a variação do perfil do público, a maioria das classes B e AB, passamos a ofertar condomínios mais estruturados, tanto do ponto de vista da arquitetura e da tecnologia empregada, como na oferta de serviços. Ao mesmo tempo, investimos de forma maciça na estruturação do Parque, com a implementação de grandes equipamentos de lazer e serviços. O Parque passou a ser referência de moradia com qualidade de vida, assim como um espaço de entretenimento para a cidade.

O Parque del Sol, que tem uma área equivalente a mais de 15 quarteirões – são cerca de 200 mil m², dos quais mais de 30 mil m² de área verde (isso dentro de uma cidade do porte de Fortaleza) -, é o que chamamos bairro urbanizado. Hoje, com 14 condomínios, incluindo os que ainda estão em construção, com apartamentos de 60m² a 140m², o Parque del Sol se consolidou como bairro planejado.

Além das áreas de convivência de cada condomínio, os moradores dispõem de uma completa infraestrutura integrada ao local, que envolve: centro comercial, fitness center, playground, quadras de tênis, vôlei e futebol society, pista de cooper, área para piquenique.