Histórias do Parque

Josimar Saraiva: dois apartamentos e duas coincidências

Coincidências marcam a história de Josimar Saraiva com o Parque del Sol. A educadora adquiriu dois apartamentos nos condomínios Sevilla e Málaga em anos diferentes, porém com fatos em comum: ambos foram vendidos por proprietários italianos  e  comprados por ela no dia 24 de julho, data do seu aniversário.

O sonho de morar no Parque del Sol sempre esteve presente na vida de Josimar. Natural de Quixerambim, ela conheceu o condomínio ainda no papel, quando uma amiga apresentou a planta dos primeiros apartamentos. “O meu referencial de Fortaleza sempre foi o Parque del Sol. Antes eu nunca tinha morado aqui e nem tinha ficado em outro canto”, recorda.

Com o sonho na cabeça, não sossegou até realizá-lo. Aproveitou uma das vindas a Fortaleza para visitar o condomínio e, de fato, apaixonou-se pelo local. “Eu passei lá e me encantei”, lembra.

Em 2010, encontrou em um anúncio a chance de concretizar o que vinha almejando há anos. “Eu estava numa clínica e vi uma oportunidade. Liguei e consegui comprar o primeiro apartamento no edifício Sevilla. Ficamos quatro anos passando apenas o fim de semana porque eu continuava morando no interior”, relata.

Moradora Josimar Saraiva no Parque del Sol.

Quatro anos depois, o filho teve de se mudar para Fortaleza por conta dos estudos. Ela, então, decidiu comprar um apartamento maior no edifício Málaga. O novo lar agora abrigaria o garoto, a avó e a ex-babá.

Apenas neste ano, após se aposentar, Josimar mudou-se de fato para Fortaleza com o marido. Segundo ela, a sensação é a mesma de estar em Quixeramobim. “Aqui, é como se estivéssemos no interior. A tranquilidade, o ar puro, a segurança, a qualidade de vida, o fato de poder fazer muitas coisas caminhando… Tudo isso lembra o que tínhamos no interior”, comemora a educadora.

Histórias relacionadas