Histórias do Parque

O sonho da primeira casa própria compartilhado em família

Desde muito jovem, a farmacêutica Rosa Maria Oliveira nutria o sonho de comprar a casa própria, desejo esse que mobilizava toda a família na busca pelo novo lar. Há mais de dez anos, após visita ao estande de vendas da Porto Freire, ela decidiu concretizar o sonho de longa data. “Comprei na planta, ainda estava em fase de lançamento, então acompanhei a compra do meu apartamento como se fosse um filho. Fui acompanhando cada etapa da construção”, relembra.

Vivendo há uma década no Del Sol, Rosa Maria resgata da memória a preparação de toda a família para a entrega do imóvel. Foram muitos sábados de visita ao Parque, tempo esse que serviu para aproximar afetivamente Rosa do local que seria sua morada por muitos anos. “Havia muitas feirinhas aqui no sábado, então eu vinha com a minha família e a gente acompanhava a construção. No Natal, tinha a chegada do papai noel, todo mês a gente vinha, e eu me apaixonei pelo Parque”, destaca.

À época da compra, a mãe de Rosa, Dona Nair, ainda era viva e pôde vivenciar a conquista da filha. Ela, inclusive, acompanhava Rosa à construção que ia tomando forma de lar. “Ela ainda conheceu meu apartamento. Quando recebi (o imóvel), foi um momento de muita emoção, era meu sonho ter meu próprio apartamento. A gente teve uma cerimônia simbólica de entrega da chave do apartamento, foi uma grande alegria”, diz.

A nova casa de Rosa passou a ser ponto de encontro da família. Primeiro, os sobrinhos iam visitá-la e passear pelo Parque. Com o passar dos anos e o aumento da família, o apartamento passou a receber os sobrinhos-netos.

“Meus sobrinhos vinham e ficavam encantados. Depois nasceram os netos e eles adoram, então vêm sempre me visitar. Pretendo ficar por muito tempo ainda, não tenho planos de mudar”, garante a farmacêutica, que decidiu mudar para o Del Sol pela comodidade de morar perto do local de trabalho e pela vida em comunidade que o Parque assegura.

Histórias relacionadas